Produção e Comercialização de orgânicos: Incaper integra Seminário Estadual de Agroecologia

0
234
O Seminário tratou de temas atuais e que são gargalos na produção e na comercialização de produtos orgânicos. Foto: Ass. Com. Incaper

Mais de 40 profissionais pesquisadores e extensionistas do Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper) participaram do Seminário Estadual de Agroecologia, realizado nesta quarta-feira (10), no auditório do Sebrae – ES, em Vitória.

De acordo com a coordenadora de Agroecologia do Incaper, Andressa Alves, que representou o Incaper na Comissão Organizadora do evento, o instituto mobilizou mais de 300 agricultores do Espírito Santo, entre os que trabalham com orgânicos e os que estão em transição agroecológica.

O Seminário tratou de temas atuais e que são gargalos na produção e na comercialização de produtos orgânicos, como a rastreabilidade, que já é prática na produção orgânica, mas que foi ampliada para outros produtos agrícolas e traz muitas dúvidas aos agricultores; a adequação dos produtos embalados e/ou processados, que são cada vez mais procurados pelos consumidores; e a produção animal orgânica, que ainda é um desafio para o setor.

O Sistema Participativo de garantia de Avaliação da Conformidade Orgânica (SGP) também foi um dos assuntos abordados e trata-se de um tema demandado pelos próprios agricultores, por entenderem que é uma nova oportunidade para a organização dos agricultores orgânicos do Estado.

O diretor técnico do Incaper Gilson Tófano lembrou a todos que a produção agroecológica e orgânica ganha cada vez mais espaço nas propriedades rurais. “Só no Espírito Santo mais de 300 produtores rurais já possuem a certificação orgânica e mais de 1.300 não utilizam produtos químicos nas lavouras; fora os que estão em fase de transição, saindo do cultivo tradicional e adotando as práticas de agroecologia. Iremos continuar incentivando a adoção de práticas sustentáveis e agroecológicas. O ‘agro’ é pop e a agroecologia é ‘vida’”.

Mobilizados pelas equipes locais do Incaper, estiveram presentes agricultores familiares e, dentre eles, lideranças representantes das Associações “Tapuio Ecológico” e “Vero Sapori” – que levaram alguns casos de sucesso da agroindustrialização de produtos orgânicos e agroecológicos.

O extensionista do escritório local do Incaper de Iconha, Erivelton Gonçalves da Cunha, que mobilizou as Associações do município, destacou que “essa troca de experiência tem sido fundamental frente aos gargalos do setor, por conta do crescimento visível nos últimos anos”. Em 2016, durante a cerimônia da 11ª edição do Prêmio Inoves, ele recebeu uma menção honrosa pelo projeto sob o título “Agroecologia, Sustentabilidade para a Sociedade”.

A coordenadora de agroecologia do Incaper, Andressa Alves, reforçou sobre o crescimento da adoção de práticas agroecológicas no Estado, com o auxílio de políticas públicas, movimentos sociais e demandas de mercado cada vez mais buscando a qualidade dos alimentos a sustentabilidade.

“Neste cenário, o Incaper tem atuado com muito afinco na pesquisa contribuindo com técnicas, sementes e variedades apropriadas ao cultivo agroecológico associado à promoção da produção e comercialização agroecológica e assistência técnica aos produtores rurais em todos os municípios capixabas”, complementou. (Fonte: Assessoria Comunicação Incaper)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here