Envios de carne bovina à China voltam a se intensificar

0
327
Foto: Divulgação

Só ao país asiático foram escoadas em maio 110,98 mil toneladas

As exportações brasileiras de carne bovina in natura atingiram em maio o maior volume de 2023 e também um recorde para o mês. Segundo pesquisadores do Cepea, esse resultado se deve à intensificação dos envios à China. Dados da Secex mostram que o Brasil escoou a todos os destinos 168 mil toneladas de carne bovina em maio, expressiva alta de 52,7% frente à quantidade de abril/23 e 10% acima da de maio/22.

Quer receber as principais notícias do AGRO Capixaba, do Brasil e do mundo no seu WhatsApp? Clique aqui e entre no grupo da Revista Procampo!

À China, especificamente, depois de as exportações terem totalizado apenas 54 mil toneladas em março/23 e 40,5 mil toneladas em abril/23 – devido à suspensão dos envios por conta de casos atípicos de “vaca louca” no Brasil –, foram escoadas em maio 110,98 mil toneladas, 15,7% a mais que em maio/22, ainda de acordo com dados da Secex. Pesquisadores do Cepea destacam que a última vez que o volume exportado ao país asiático havia ficado acima de 100 mil toneladas foi em outubro/22, quando 128,57 mil toneladas de carne bovina brasileira tiveram como destino a China.

Dados preliminares de exportações de junho da Secex provam que os movimentos da China em relação ao mercado de carne brasileiro ainda estão firmes.  Até o enceramento da segunda semana deste mês, o Brasil já escoou 70,32 mil toneladas de carne in natura, com a média de embarque diário de 11,72 mil toneladas. Se esse ritmo se mantiver até o final de junho, o volume exportado pode ultrapassar as 240 mil toneladas. (Cepea)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here