Comitiva internacional explora o Programa Reflorestar no Caparaó capixaba

0
84
Foto: Divulgação

Ao longo dos anos, a MV Gestão Integrada consolidou-se como a principal representante do programa Reflorestar, um dos maiores programas de Pagamento por Serviços Ambientais (PSA) do Brasil, detendo cerca de 30% do market share no segmento

Na última semana, uma delegação formada por representantes do governo do Pará e acadêmicos da Universidade do Colorado, EUA, visitou a região do Caparaó capixaba para uma imersão no Programa Reflorestar, liderado pela MV Gestão Integrada. Esta iniciativa é uma das maiores do Brasil em Pagamento por Serviços Ambientais (PSA), controlando cerca de 30% do mercado.

Durante a visita, Vinicius Santos Terra, diretor de Operações da MV Gestão Integrada, destacou os progressos significativos do programa, que atualmente engaja mais de 900 produtores em 32 municípios capixabas, gerando mais de 14 milhões de reais em investimentos provenientes do Reflorestar. “Nosso objetivo é ampliar o alcance do programa para beneficiar mais produtores rurais além das fronteiras do Espírito Santo”, afirmou Terra.

Fique por dentro das novidades do AGRO Capixaba, Brasil e mais! Clique aqui e junte-se ao grupo exclusivo da Revista Procampo no WhatsApp. Assim, você estará sempre atualizado e à frente no mundo agro!

A comitiva começou o dia na comunidade de Feliz Lembrança, em Alegre, onde a MV Gestão Integrada demonstrou o impacto positivo do programa em 30 famílias locais, através de iniciativas de restauração ambiental e desenvolvimento sustentável. No período da tarde, a visita prosseguiu para a RPPN “Estância São Lucas”, em Guaçuí, onde puderam ver em ação as técnicas de regeneração e proteção florestal empregadas pelo Reflorestar.

“Estamos aqui para transformar ativos ambientais em benefícios financeiros tangíveis para os produtores”, ressaltou Marcelo Meneguelli, diretor Técnico da MV. A RPPN é reconhecida regionalmente por seus extensos projetos de restauração da fauna e flora.

Os membros da comitiva enfatizaram a relevância das práticas observadas no Espírito Santo para o desenvolvimento de um programa estadual de PSA no Pará. Eles destacaram a importância da assistência técnica de qualidade, considerada essencial para o sucesso de programas dessa natureza em todo o país.

Após esta visita enriquecedora, a delegação planeja levar para o Pará as lições aprendidas, adaptando-as às condições e desafios locais. A experiência capixaba em pagamento por serviços ambientais promete inspirar novas práticas sustentáveis além de suas fronteiras. A MV Gestão Integrada, fundada em 2018, segue como referência em gestão de projetos de PSA para a recuperação de áreas degradadas. (Redação Revista Procampo)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here