Cooabriel prepara novos investimentos e deve diversificar atividades em 2024

0
202
Foto: Cooabriel

Após o exercício 2023, em que a Cooabriel destinou mais de R$20 milhões em investimentos, um novo aporte está sendo planejado, devendo atingir valor equivalente ao ano anterior.  

O plano de atividades 2024 será apresentado e submetido à aprovação dos cooperados durante a Assembleia Geral Ordinária, que acontecerá no fim de março. Contudo, algumas ações já estão previstas e aprovadas, incluindo obras de infraestrutura tanto no estado do Espírito Santo quanto na Bahia. A logística de armazenagem de adubos, insumo fundamental para a atividade agrícola, receberá investimentos significativos. 

Quer receber as principais notícias do AGRO Capixaba, do Brasil e do mundo no seu WhatsApp? Clique aqui e entre no grupo da Revista Procampo!

O superintendente geral da cooperativa, Carlos Augusto Pandolfi, afirma que um dos objetivos é realizar mudanças na forma de recebimento e entrega dos produtos, ampliando o uso de tecnologias nesse processo. Ainda, segundo Pandolfi, a capacidade atual de armazenagem não comporta a real dimensão de insumos negociados, uma vez que a Cooabriel se tornou uma das maiores escoadoras de adubo do Espírito Santo.  

“Estamos adequando nossas estruturas para que comportem o grande volume de negociação que é realizado hoje pela cooperativa”, pontua.  

As unidades capixabas que serão ampliadas são as de Nestor Gomes (São Mateus), Governador Lindenberg, Montanha, Vila Pavão e Nova Venécia; em São Gabriel da Palha, as obras já foram iniciadas. Em Camacã, na Bahia, também será construído um novo armazém para esse fim. 

A crescente demanda por armazenagem de café tem sido outro grande desafio logístico para a cooperativa, estimulando o aumento da capacidade de armazenagem estática. Estimada em 1,7 milhão de sacas, deverá ultrapassar 2 milhões após as novas obras. Para isso, a unidade baiana de Itabela está sendo ampliada, assim como acontece em Boa Esperança e Vila Pavão, no ES. Somados, os três investimentos giram em torno de R$13 milhões. Já em Camacã, a nova unidade está em fase de conclusão, para a qual foram investidos cerca de R$10 milhões. 

A expansão da área de atuação da cooperativa está sendo planejada, assim como a abertura de novas lojas agropecuárias. Conforme antecipa Pandolfi, a intenção é destinar mais investimentos para esse segmento. “Não temos casos de insucesso na instalação de novas lojas, especialmente em razão de os preços serem realmente um atrativo. Além disso, as lojas da Cooabriel passam a levar um pouco do que é a nossa cooperativa e do que a nossa marca representa para as regiões onde está atuando”, ressalta. 

A cooperativa também se prepara para alavancar a diversificação de suas atividades e, para tal, criou um setor dedicado ao estudo de novos negócios. Dando início à abertura de novas frentes, está sendo projetada a reestruturação do Café Guardião e do projeto-piloto de pimenta-do-reino. Outra novidade será a instalação de um apiário na Fazenda Experimental, projeto que reflete a atenção da cooperativa no que se refere à sustentabilidade no agronegócio. 

Na visão do presidente da Cooabriel, Luiz Carlos Bastianello, os novos projetos reforçam o compromisso da instituição com os princípios do cooperativismo. 

“Temos a visão de que a presença de uma cooperativa não traz mudanças apenas na vida do cooperado, mas em toda a área de atuação, porque ela atua como uma prestadora de serviço. Quando isso acontece de forma eficiente, isso trará uma mudança em vários níveis, seja com relação ao bem-estar das famílias, nos cuidados com o ambiente ou quanto à forma de conduzir as atividades para obter maior rentabilidade”, considera Bastianello. (Comunicação Cooabriel)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here