Sicoob libera orçamento de R$ 1,5 bilhão para o setor cafeeiro

0
313
Foto: Divulgação

Em agosto, foi realizada a assinatura dos contratos do Funcafé, Fundo de Defesa da Economia Cafeeira, realizado pelo Mapa (Ministério da Agricultura e Pecuária). Nesta safra, está previsto a alocação de R$ 6,3 bilhões. Entre os participantes, destaca-se o Sicoob, que contribuirá com 25% desse montante, com um orçamento equivalente a R$ 1,5 bilhão.

A instituição cooperativa financeira é, atualmente, a maior repassadora de recursos do Funcafé no Brasil, beneficiando pequenos e médios produtores do setor em diversas regiões, principalmente no Espírito Santo, Minas Gerais e Rondônia.

Quer receber as principais notícias do AGRO Capixaba, do Brasil e do mundo no seu WhatsApp? Clique aqui e entre no grupo da Revista Procampo!

Para Raphael Silva de Santana, gerente de Agronegócios do Sicoob, esse orçamento é fundamental para atender um setor que é de extrema importância para o país. “Esses recursos são destinados a diversas frentes, como financiamento para a renovação dos cafezais, custeio da safra, viabilidade do armazenamento e a comercialização do café. Além disso, o fundo também apoia as cooperativas agropecuárias e as torrefadoras com linhas de compra e de beneficiamento do grão”, afirma o gerente.

Expectativa

Para este ano-safra, o Sicoob projeta movimentar mais de R$ 52 bilhões junto aos produtores rurais, número que representa um aumento de aproximadamente 33% em relação ao anterior, em que foram concedidos cerca de R$ 39 bilhões em crédito para pequenos e médios produtores, em sua maioria. Na última safra, foi registrado crescimento de 63% em relação à safra 21/22. Enquanto representava 7,3% de market share naquele período, hoje esse percentual já alcança 9,0%.

Na atual Safra, a instituição financeira cooperativa planeja destinar R$ 37 bilhões para operações de custeio, R$ 8 bilhões para operações de investimento e R$ 7 bilhões para industrialização e comercialização. Do montante total, serão R$ 8 bilhões direcionados aos pequenos produtores por meio do Pronaf, enquanto R$ 10 bilhões à oferta aos médios produtores por meio do PRONAMP. (Comunicação Sicoob ES)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here