Procampo cada vez mais presente na região do Caparaó

0
443
Foto: Revista Procampo

A Revista Procampo, pioneira no agronegócio capixaba, tem cada vez mais penetração na região do Caparaó capixaba e mineiro. A publicação foi amplamente distribuída na região com objetivo promover o setor de cafés especiais local e fortalecer a conexão entre origem, qualidade e sustentabilidade.

Em um bate papo exclusivo para a Procampo, a presidente da Associação dos produtores de cafés especiais do Caparaó – APEC, Cecília Nakau, compartilhou detalhes sobre o trabalho da Associação e os próximos eventos em que estarão envolvidos. A APEC desempenha um papel fundamental na governança e gestão da Indicação Geográfica e Denominação de Origem dos cafés especiais da região. Cecília também é cafeicultura e proprietária da pousada e cafeteria Villa Januária, referência no Caparaó.

Quer receber as principais notícias do AGRO Capixaba, do Brasil e do mundo no seu WhatsApp? Clique aqui e entre no grupo da Revista Procampo!

Um dos eventos em destaque é a próxima viagem de exposição, degustação e negócios para Atenas, na Grécia, onde a APEC terá a oportunidade de apresentar lotes especiais de café. Essa será a primeira vez que todas as origens controladas terão um espaço dedicado em eventos internacionais, o que representa um marco para a região do Caparaó.

Foto: Revista Procampo

Durante o evento, a APEC apresentará um mapa com as localizações de cada indicação geográfica, além de levar amostras de dois lotes de produtores diferentes, um de Iúna (ES) e outro de Espera Feliz (MG). Essa iniciativa permitirá mostrar o potencial e a diversidade dos cafés produzidos na região, representados por características diferentes, como cafés naturais e descascados.

Cecilia Nakau ressaltou os três pilares fundamentais nos quais a APEC foca em suas atividades: origem, qualidade e sustentabilidade, incluindo a Indicação Geográfica. Além disso, a APEC apresentará cafés com pontuações acima de 86 pontos, levando os melhores cafés de cada região.

A sustentabilidade também é um aspecto essencial para a APEC, já que a Indicação Geográfica abrange a preservação do meio ambiente e a recuperação de áreas degradadas. Cecilia enfatizou a importância da sucessão familiar na cafeicultura de qualidade e como a preservação de matas e o cuidado com a água são fundamentais para garantir uma boa qualidade de vida e produtividade nas áreas montanhosas da região do Caparaó.

Com base nesses três pilares, a APEC busca promover os cafés especiais da região do Caparaó, evidenciando a conexão entre origem, qualidade e sustentabilidade. A Revista Procampo tem desempenhado um papel crucial ao divulgar as iniciativas e os eventos da APEC, contribuindo para a valorização e o reconhecimento dos produtores e empresários locais.

Ainda na região do Caparaó, histórias de sucesso na produção de cafés especiais atravessam gerações. Manoel Eusébio de Oliveira Lacerda, produtor rural há 39 anos, é um exemplo de tradição e dedicação à cafeicultura. Ele constituiu uma linda família hospitaleira, que conta com uma pousada, cafeteria e comercialização de cafés especiais. Seu filho, Raí Lacerda, está envolvido em todas as etapas do processo, desde a lavoura até a colheita, enquanto sua esposa administra o local, Chalés Raizes.

Foto: Revista Procampo

Outra família que tem contribuído para o sucesso dos cafés especiais na região é a família Protázio. Manoel Protázio e sua filha, Joelma Protázio, trabalham juntos na produção de cafés especiais há muitos anos. Para eles, o mais importante é a união familiar, pois praticamente toda a produção é realizada de forma colaborativa.

Foto: Revista Procampo

A família Lacerda, formada por Altilina Lacerda e Onofre Lacerda, juntamente com sua filha Amanda Lacerda. Há mais de 60 anos, eles são cafeicultores e empresários proprietários da cafeteria Onofre. A produção de café na propriedade é totalmente familiar e atravessa gerações, demonstrando a tradição e a dedicação dessa família no ramo cafeeiro.

Foto: Revista Procampo

Esses são apenas alguns exemplos de como a produção de cafés especiais na região do Caparaó é impulsionada pela dedicação, tradição e união familiar.

A Revista Procampo continua sendo uma importante plataforma para divulgar essas histórias inspiradoras e promover o crescimento do agronegócio capixaba. Com sua presença cada vez mais marcante na região, a revista tem contribuído para fortalecer a conexão entre os produtores, empresários e consumidores, colocando o Caparaó como uma referência no mercado de cafés especiais. (Redação Revista Procampo)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here