Nota do presidente do CNC, Silas Brasileiro

0
415
Foto: Divulgação

“Conforme o Conselho Nacional do Café (CNC) anunciou anteriormente, mantivemos os trabalhos junto ao governo federal para que os juros do Fundo de Defesa da Economia Cafeeira (Funcafé) pudessem ser reduzidos, a partir de 1° de julho. O resultado se concretizou ontem à noite, na reunião do Conselho Monetário Nacional (CMN), logo após o anúncio do Plano Safra 2020/21.

Segundo a Resolução N° 4.827 do Banco Central, publicada há pouco, a taxa passou para até 6%, sendo 3% para realimentação do Fundo e flexibilidade entre 0% e 3% para spread bancário nas linhas de financiamento de Custeio, Comercialização, Recuperação de Cafezais e FAC e Capital de Giro para Cooperativas de Produção.

Para as linhas de FAC e Capital de Giro voltadas a outros mutuários, com exceção às cooperativas de produção, os juros foram reduzidos para até 7,5%, mantidos os 3% de realimentação do Funcafé e spread flexível de 0% a 4,5%.

Anteriormente, os juros para cafeicultores e cooperativas de produção eram de até 7% e, para os demais mutuários, de até 9,5%”. (Comunicação CNC)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here