Brasil aumenta participação no mercado asiático

0
33
Foto: Divulgação

O Brasil continua mantendo as exportações em alta e aumentando a sua participação no mercado asiático, mesmo com a crise do novo coronavírus, segundo afirmou a Sociedade Nacional da Agricultura (SNA). De acordo com Marcos Troyjo, secretário especial de Comércio Exterior do Ministério da Economia, considerando as maiores economias do mundo no âmbito do G-20, o País desponta como exceção no cenário da crise.

“No período de janeiro a abril de 2020, o país cresceu em volume total de exportações e aumentou sua participação no mercado asiático. No primeiro quadrimestre do ano, cerca de 45% das exportações brasileiras tiveram como destino a Ásia”, ressaltou o secretário.

Com isso, o Brasil segue em uma direção contrária à situação descrita pela Organização Mundial do Comércio (OMC), que estima queda de até 32% do comércio internacional em 2020. “As vendas para a Coreia do Sul e o Japão, por exemplo, têm crescido bastante recentemente. O Brasil exporta hoje muito mais para países da Ásia do que para os Estados Unidos e México”, informou o secretário, acrescentando que “isso tudo faz parte de um esforço de potencialização das vantagens comparativas do Brasil no agronegócio e no setor de commodities minerais, muito importante para a retomada da economia brasileira”, completa.

Nesse cenário, Troyjo destacou ainda o saldo do comércio com a China, principal destino das exportações brasileiras. “Nos últimos 20 anos, as relações comerciais Brasil-China passaram por um período de forte expansão. Em 2001, o comércio bilateral era de US$ 1 bilhão ao ano e hoje está em torno de US$ 100 bilhões anuais”, conclui. (Agrolink)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here