Maior importador de café solúvel brasileiro, EUA adquire 15,3 mil toneladas

0
1081
Foto: Divulgação

Em 2019, o Brasil exportou um volume físico de café solúvel equivalente a 91,96 mil toneladas, que correspondem a aproximadamente 4 milhões de sacas de 60kg. Tal performance constitui um novo recorde para o setor de café solúvel do Brasil, pois representou aumento de 7% em comparação com 2018, cujas exportações atingiram 85,97 mil toneladas, volume equivalente a 3,72 milhões de sacas de 60kg. Esse recorde pode ser atribuído à reconquista de certos mercados compradores do café solúvel brasileiro que foram prejudicados em 2016 e 2017, em decorrência da queda acentuada na produção de café conilon no ES, em função de problemas climáticos, cuja espécie é matéria-prima utilizada na produção do café solúvel.

No ano de 2019, os cinco maiores países importadores do solúvel brasileiro foram, em primeiro lugar, os EUA, com 15,30 mil toneladas (16,6% do total exportado) – que equivalem a 663 mil sacas de 60kg; Rússia, em segundo, com 8,90 mil toneladas (9,7% do total exportado) – 386 mil sacas de 60kg; na sequência, a Indonésia – 6,67 mil toneladas (7,3%) que correspondem a 289 mil sacas; em quarto colocado, o Japão, com 6,40 mil toneladas (7%) – 277 mil sacas; e, por fim, a Argentina, com 5,64 mil toneladas (6,1%) que equivalem a 245 mil sacas.

Os números e dados estatísticos constam do Relatório do Café Solúvel do Brasil – Análise de desempenho – Janeiro de 2020, da Associação Brasileira da Indústria de Café Solúvel – ABICS, o qual está disponível na íntegra no Observatório do Café do Consórcio Pesquisa Café, coordenado pela Embrapa Café. (Embrapa Café)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here