Pesquisa mostra sistema alternativo de controle de formigas em benefício das lavouras

0
288
O controle das cochonilhas a partir do novo sistema de iscas atrativas, traz vantagem por reduzir o uso de agrotóxicos e a contaminação ambiental. Foto: Incaper

Você sabia que as formigas podem ser associadas às cochonilhas (pequeno inseto considerado praga em lavouras) em algumas culturas capixabas? As culturas do abacaxi e café, ambientalmente e economicamente importantes para o Espírito Santo, são exemplos de onde esses insetos podem ser prejudiciais por sugarem a seiva das plantas e transmitirem doenças. Por este motivo, uma pesquisa desenvolvida pelo Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper) estudou um sistema alternativo de controle desses insetos.

Uma pesquisa do Incaper apoiada pela Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Espírito (Fapes) em 2016 e 2017 avaliou o uso de iscas atrativas contendo inseticidas no controle de formigas associadas às cochonilhas que infestam o café conilon e as outras culturas. Os resultados, que podem ser encontrados em um artigo divulgado na Biblioteca Rui Tendinha, indicaram que as iscas podem ser usadas como estratégia no manejo integrado para reduzir a população de formigas associadas às cochonilhas pragas do café conilon.

Os estudos só foram possíveis com um experimento de avaliação e seleção da eficiência de iscas contendo determinados inseticidas para o controle de formigas na cultura de café conilon e outras culturas predominantes na Fazenda Experimental do Incaper em de Sooretama, o café conilon e o abacaxi, e na Estação Experimental Filogônio Peixoto, da Comissão Executiva de Planejamento da Lavoura Cacaueira (Ceplac), em Linhares.

O trabalho só foi desenvolvido graças ao empenho dos pesquisadores do Incaper, Mark Paul Culik, José Aires Ventura, David dos Santos Martins, com o suporte da Fazenda Experimental do Incaper em Linhares e o apoio do engenheiro agrônomo da Ceplac, Carlos Alberto Spaggiari Souza.

Mark Culik explicou que as cochonilhas são pragas importantes na cultura de café conilon e em outras culturas em todas as regiões do mundo. “Pesquisas em várias regiões indicam que o uso de iscas contendo inseticidas para o controle de formigas associados simbioticamente com as cochonilhas pode ser eficaz na redução de populações das formigas e das cochonilhas. Portanto, essa pesquisa é parte de esforços para apoiar o desenvolvimento de manejo integrado de pragas para culturas nesta região”, disse.

José Aires Ventura detalhou que para avaliar o efeito da isca nas formigas, a atividade destas foi monitorada no início do experimento e na segunda e quarta semanas após a aplicação de isca. Segundo ele, chegou-se à conclusão que as iscas para as formigas foram eficazes na redução da sua atividade nas áreas experimentais de café conilon, de abacaxi e de cacau.

O pesquisador explicou que o controle das cochonilhas geralmente é realizado com o uso de inseticidas (agrotóxicos) em toda a lavoura, com riscos de contaminação ambiental. Para fugir do controle tradicional, esse novo sistema de iscas atrativas tem um grande ganho devido à redução do uso de agrotóxicos e da contaminação ambiental. “As formigas protegem as cochonilhas na natureza, uma vez que elas possuem inimigos naturais que são predadores e parasitoides. Se controlarmos o número de formigas nas plantações, conseguimos reduzir a cochonilha”, explicou.

“Pesquisas adicionais para avaliar a eficácia de iscas inseticidas para o manejo de formigas associadas às cochonilhas na cultura de café conilon e outras culturas serão úteis para desenvolvimento de manejo integrado de pragas como as cochonilhas, presentes no café conilon e outras culturas no Estado”, lembrou Aires Ventura.

A pesquisa foi recentemente apresentada no X Simpósio de Pesquisa de Cafés do Brasil, evento realizado em Vitória, que recebeu mais de 300 trabalhos científicos e quase dois mil inscritos de todo o Brasil. (Comunicação Incaper)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here