124 produtores do Brasil disputam título de melhor café especial da safra 2019

0
162
Foto: Revista Procampo

Os profissionais selecionados pela Associação Brasileira de Cafés Especiais (BSCA) para avaliarem as amostras inscritas no Cup of Excellence – Brazil 2019 classificaram 124 lotes, de 12 origens produtoras, para a fase nacional da competição. O concurso – principal do mundo voltado à qualidade dos grãos especiais – é parte das ações do projeto setorial “Brazil. The Coffee Nation” e realizado pela entidade em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) e a Alliance for Coffee Excellence (ACE). Neste ano, o certame celebra duas décadas e retorna à origem de sua criação, em Lavras (MG), tendo como entidades anfitriãs a Universidade Federal de Lavras (Ufla) e a cooperativa SanCoffee.

A origem produtora que mais se destacou foi a Indicação de Procedência da Mantiqueira de Minas, com 33 amostras, respondendo por 26,6% do total dos cafés classificados à fase nacional. Na sequência, vêm a Denominação de Origem do Cerrado Mineiro, com 30 lotes (24,2%); Sul de Minas, com 23 amostras (18,6%); Chapada Diamantina, na Bahia, com 11 cafés (8,9%); Matas de Minas, com nove lotes (7,3%); Campo das Vertentes (MG), com sete (5,7%); Indicação de Procedência da Alta Mogiana Paulista (SP), com quatro (3,2%); Chapada de Minas, com três (2,4%); e Caparaó (MG), Média Mogiana (SP), Montanhas do Espírito Santo e Indicação de Procedência da Região de Pinhal (SP) com um lote (0,8%) cada. Confira a lista completa no site da BSCA: http://brazilcoffeenation.com.br/contest-edition/show/id/15 .

O head judge do júri do Cup of Excellence – Brazil 2019, o guatemalteco Eduardo Ambrocio, destacou o potencial do país na produção de cafés, tanto cerejas descascados, quanto naturais. “O Brasil tem uma grande vantagem por seu tamanho muito grande e pela diversidade de clima, o que permite produzir grande variedade de café, com diferentes e excelentes qualidades, das mais diferentes regiões”, comenta.

Essas 124 amostras passarão pelo crivo do Júri Nacional, entre 8 e 12 de outubro. Os cafés que tiverem notas iguais ou superiores a 86 pontos na escala de zero a 100 do Cup of Excellence serão classificados para a fase internacional do concurso, que será realizada, de 15 a 18 de outubro, nas instalações do Núcleo de Estudos em Pós-Colheita do Café da Ufla. Juízes dos principais países compradores mundiais avaliarão esses lotes e os 30 melhores, que receberem nota igual ou superior a 87 pontos, serão eleitos vencedores.

Os campeões do Cup of Excellence – Brazil 2019 participarão de disputado leilão internacional, via internet, no dia 26 de novembro. Na competição de 2018, o preço pago pela saca de 60 kg do primeiro colocado foi equivalente a R$ 73 mil (US$ 143 por libra-peso). Traçando um paralelo com o fechamento do contrato “C” da Bolsa de Nova York, principal plataforma de comercialização do produto, que fechou o pregão na mesma data (29/11/2018) a US$ 1,0850 por libra-peso, o valor alcançado pelo campeão do concurso da BSCA foi 13.180% superior ao mercado convencional.

O concurso também definirá os Campeões Nacionais, que serão os cafés que receberem nota superior a 86 pontos e ficarem em colocação abaixo dos 30 vencedores. Esses lotes serão leiloados entre os dias 25 e 29 de novembro.

Brazil. The Coffee Nation

O projeto setorial “Brazil. The Coffee Nation” é desenvolvido pela BSCA e pela Apex-Brasil com foco na promoção comercial dos cafés especiais brasileiros no mercado externo. O objetivo é reforçar a imagem dos produtos nacionais em todo o mundo e posicionar o Brasil como fornecedor de alta qualidade, com utilização de tecnologia de ponta decorrente de pesquisas realizadas no país. O projeto visa, ainda, a expor os processos exclusivos de certificação e rastreabilidade adotados na produção nacional de cafés especiais, evidenciando sua responsabilidade socioambiental e incorporando vantagem competitiva aos produtos brasileiros.

Iniciado em 2008, a vigência do atual projeto se dá até maio de 2020, tendo como mercados-alvo: (i) Alemanha, Austrália, Canadá, China, Coréia do Sul, Estados Unidos, Itália, Japão, Noruega, Nova Zelândia, Polônia, Reino Unido, Rússia, Taiwan (Formosa) e Turquia para os cafés crus especiais; e (ii) Argentina, China e Estados Unidos para os produtos da indústria de torrefação e moagem. As empresas que ainda não fazem parte do projeto podem obter mais informações diretamente com a BSCA, através dos telefones (35) 3212-4705/(35) 3212-6302 ou do e-mail exec@bsca.com.br. (BSCA)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here