Safra de café do Brasil em 2019 deve cair para 53 mi sacas, diz FCStone

0
141
Foto: Divulgação

Cafeicultores brasileiros devem produzir 53 milhões de sacas de 60 quilos de café em 2019, ante 63 milhões na temporada anterior, com uma menor produção devido à bienalidade negativa do ciclo da commodity, disse a corretora e consultoria INTL FCStone nesta quarta-feira.

Apesar do recuo, a produção em 2019 no maior exportador global ainda será significativa para um período de bienalidade negativa, apontou a FCStone, uma vez que a maior parte das lavouras de café no Estado de Minas Gerais, principal produtor, está em boas condições.

A consultoria espera que a produção do café arábica, variedade de maior qualidade amplamente utilizada pelas principais marcas cafeeiras, alcance 36,9 milhões de sacas, enquanto a produção de grãos robusta foi prevista em 16,1 milhões de sacas. A empresa não forneceu números comparativos para os dois casos.

“A safra brasileira, mesmo no ano negativo do ciclo de produção bienal, será grande. Ela será maior que qualquer outra safra passada em ano de baixa”, disse Fernando Maximiliano, analista de café da FCStone, durante apresentação em São Paulo, organizada pela associação de exportadores de café Cecafé.

O panorama provavelmente não fornecerá qualquer alívio aos produtores mundiais, que lutam para alcançar lucros enquanto os preços de referência rondam seus menores níveis em uma década.

“Isso pode ser baixista para o mercado, se a queda na produção brasileira não for capaz de reduzir o estoque remanescente da última safra recorde”, disse Maximiliano.

O mercado do café atualmente tem uma percepção de que há ampla oferta e não vê isso mudando tão cedo, um fator que impede a recuperação nos preços, disse ele. (Reuters)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here