Recurso do Funcafé será importante para evitar venda por baixo preço

0
304
Foto: Divulgação

O presidente executivo do Conselho Nacional do Café (CNC), Silas Brasileiro, informou que o orçamento do Fundo de Defesa da Economia Cafeeira (Funcafé), aprovado na quinta-feira pelo Conselho Monetário Nacional (CMN), será importante para os cafeicultores escoarem a produção ao longo de toda a safra, cuja colheita se inicia nos Estados produtores, evitando a venda nos momentos de preços aviltados.

“As linhas de financiamento voltadas à produção, que totalizam algo em torno de R$ 3,5 bilhões, possibilitarão que seja ordenada a entrada de cerca de 10 milhões de sacas de 60 kg no mercado nesses primeiros meses de colheita, quando vivenciamos cotações pressionadas”, disse ele, em comunicado.Conforme o CNC, o prazo de contratação de todas as linhas de financiamento do Funcafé tem vigência por um ciclo de 12 meses, com o período sendo aberto em 1º de julho de 2019 e fechado em 30 de junho de 2020. Até 30 de junho deste ano, o mutuário ainda pode tomar os recursos disponibilizados à safra 2018.Na quinta o CMN aprovou, em reunião ordinária orçamento recorde de R$ 5,071 bilhões do Funcafé para a safra 2019.

A sugestão do volume de recursos foi feita pelo Conselho Deliberativo da Política do Café (CDPC), em reunião de 11 de abril, conforme informou anteriormente o CNC. O orçamento total atual representa uma evolução de 2,2% na comparação com os recursos disponíveis na safra antecedente. “As linhas de financiamento de Custeio, Estocagem e FAC tiveram incrementos e puxaram essa alta geral. Já a de Capital de Giro para Indústrias de Torrefação e Solúvel e Cooperativas de Produção foi otimizada com base no histórico de liberações”, explicou. (Globo Rural)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here