Dados do Espírito Santo disponíveis para o Brasil e para o mundo

0
258
Divulgação

Uma plataforma na qual é possível obter dados completos do Espírito Santo, localizar áreas com precisão, desenhar mapas personalizados e incorporar estes conteúdos às suas redes sociais. Assim será o novo Geobases, um sistema de dados geoespaciais gerenciado pelo Incaper, que congrega 130 instituições e empresas.

“O navegador geográfico que já existia continua. A novidade é um novo sistema, o Geobases 2.0, que será lançado em março em sua versão beta. Esta nova plataforma é baseada num sistema de gerenciamento de infraestruturas de dados espaciais de código livre, utilizada por diversos órgãos como a Embrapa e entidades internacionais como a ONU”, disse o coordenador técnico do Geobases, Giuliano Grigolin.

Por meio do Geobases 2.0, o Incaper vai oferecer uma plataforma geoespacial mais amigável e interativa. Divulgação

A implantação do Gebases 2.0 é fruto da união de esforços das equipes da Coordenação de Tecnologia da Informação e Comunicação (CTIC) do Incaper e da Unidade Central do Geobases.

“A CTIC do Incaper contribui com o Geobases desde a sua chegada ao Instituto, oferecendo suporte e manutenção da infraestrutura, desenvolvimento e implantação de aplicações e sistemas e outros serviços. No caso específico do Geobases 2.0, a CTIC contribuiu na definição da arquitetura, ofereceu suporte na instalação e fez toda a customização da interface”, explicou o coordenador da CTIC do Incaper, Salim Suhet Mussi.

Além dele, a designer Aliana Simões, mestre em design especializada em ergonomia, usabilidade e interação humano-computador, também atua nos trabalhos.

Geobases 2.0

O Geobases 2.0 oferece diversas vantagens, como: poderá ser acessado de celulares e tablets, é mais amigável e oferece mais autonomia ao usuário. “Qualquer pessoa poderá cadastrar-se por meio do Acesso Cidadão do Governo do Estado. O ususário poderá inserir seus dados georreferenciados, montar seu próprio navegador geográfico, criar mapas utilizando todo o conteúdo disponível na plataforma, incorporar estes mapas às suas páginas de internet, e compartilhar nas redes sociais, como Facebook e Twitter, por exemplo”, acrescentou Grigolin.

Os dados disponíveis no Geobases são variados e até curiosos. Por meio da plataforma, é possível, por exemplo, saber quantas unidades de ensino existem em determinada região, quantas unidades de saúde e até quantos cemitérios existem. Também é possível verificar áreas verdes, limites municipais, áreas de mineração, estradas, rios, energia elétrica, uso do solo, recursos naturais entre outras informações.

“Ao todo, são mais de 200 camadas de dados geoespaciais, como  as oriundas do aerolevantamento realizado em todo o Espírito Santo entre os anos de 2012 e 2015, que produziu imagens de altíssima resolução (pixel de 25 cm), curvas de nível com equidistância de cinco metros, milhares de pontos cotados, modelos 3D de terreno e de elevação, mapas de uso do solo e hidrografia”, informou o coordenador do Geobases.

“Esta plataforma é capixaba, e vale dizer que ela já nascerá integrada com a INDE, que é a Infraestrutura Nacional de Dados Espaciais. Ou seja, todas as informações disponíveis no Geobases constam na plataforma nacional de dados e podem ser acessadas por qualquer pessoa de qualquer parte do mundo”, acrescentou Grigolin.

A plataforma atual conta com o acesso de mais de 2 mil usuários por mês, e este número deve aumentar assim que o Geobaes 2.0 estiver disponível.

Com a reestruturação, as informações do Geobases poderão ser acessadas por qualquer interessado, sem a necessidade de formalizar um convênio ou uma solicitação com a entidade. Desta forma, o Geobases torna-se um instrumento de transparência ativa muito mais efetivo.

Sobre o Geobases

O Geobases, Sistema Integrado de Bases Geoespaciais do Estado do Espírito Santo, é a Infraestrutura de Dados Espaciais oficial do Estado. Seu banco de dados abrange todo o Espírito Santo e as instituições que o integram realizam trocas de informações geográficas em tempo real. O Incaper responde pela Secretaria Executiva do Geobases desde 2010 e oferece toda a estrutura necessária à manutenção e à ampliação dos serviços oferecidos pela plataforma, que também conta com a segurança e disponibilidade dos recursos de datacenter disponibilizado pelo Prodest. (Comunicação Incaper)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here