Idaf orienta produtores a descartar corretamente embalagens de defensivos agrícolas

0
826
Foto: Divulgação

Ferramenta importante para auxiliar na produção agrícola, os defensivos agrícolas são utilizados pelos produtores rurais para controlar pragas e demais adversidades que afetam as lavouras. No entanto, além da utilização adequada e segurança no manuseio, os produtores precisam ficar atentos também quanto ao descarte desses materiais.

Responsável por fiscalizar a distribuição, o comércio e o uso correto dos defensivos agrícolas no Estado, o Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Espírito Santo (Idaf) orienta os produtores para que descartem as embalagens vazias nas revendas autorizadas, garantindo, assim, o descarte correto dos produtos.

As lojas que comercializam esses produtos legalmente são cadastradas no Idaf e têm obrigação de receber as embalagens e entregar o comprovante de devolução ao usuário, que deverá guardá-lo por um ano para fins de fiscalização.

De acordo com a legislação, as embalagens vazias devem ser devolvidas na unidade de recebimento indicada na nota fiscal de compra do produto ou na loja em que foram adquiridas. As embalagens rígidas devem ser lavadas previamente, processo conhecido como tríplice lavagem, e entregues junto com as tampas. Todo estabelecimento que comercializa defensivo agrícola deve ter um local para receber as embalagens.

“O descarte correto das embalagens promove a diminuição dos riscos ao meio ambiente e à saúde humana e animal, além do cumprimento da legislação em vigor”, explicou o engenheiro-agrônomo do Idaf Ademar Espíndula Junior.

Orientações:

Tríplice lavagem: As embalagens de defensivos agrícolas, mesmo depois de esvaziadas, ainda conservam pequenas quantidades de produtos. Por isso, o procedimento recomendado é lavar três vezes o recipiente e retornar a água para a bomba utilizada na aplicação. A cada lavagem, a quantidade de resíduo deverá diminuir. Confira como realizar o procedimento:

1. Adicione água limpa à embalagem até um quarto do seu volume. Tampe bem a embalagem e agite por 30 segundos. Despeje a água de lavagem no tanque pulverizador. Faça esse procedimento três vezes e posteriormente pulverize o conteúdo na lavoura.
2. Fure o fundo da embalagem para que ela não possa ser utilizada novamente.

Embalagens não laváveis: são embalagens que não podem ser lavadas, como sacos plásticos, de papel ou plásticos metalizados, além de caixas secundárias de papelão usadas para transportar outras embalagens. Com esses produtos, é necessário esvaziar completamente durante o uso e guardar a embalagem dentro de um saco plástico próprio para essa finalidade, que deve ser fornecido pela loja que vendeu o produto.

Divulgação

Onde armazenar: Toda embalagem, após lavada, deve ser furada e guardada com a tampa em local seco e seguro. Antes de devolver as embalagens, o produtor pode armazená-las em caixas de papelão. (Fonte: Assessoria de Comunicação Idaf)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here