Últimos dias para vacinar contra febre aftosa

0
89
Foto: Divulgação

Termina nesta sexta-feira (30) o prazo para vacinar bovinos e bubalinos contra a febre aftosa em todo o Espírito Santo. Nesta etapa, devem ser imunizados animais de todas as idades, inclusive os mais jovens, que já foram vacinados na primeira etapa, em maio.

De acordo com o Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Espírito Santo (Idaf), até o momento, registrou-se mais de 48% de comprovação de vacinação do rebanho em todo o Estado, o equivalente a, aproximadamente, 1 milhão de animais.

Lideram o ranking de comprovações, por enquanto, os municípios de Marilândia (73%), Conceição da Barra (72%), Piúma (70%) e Vila Velha (60,19%).

Comprovação on-line

 Após a vacinação, os produtores devem se lembrar de comprovar que realizaram o procedimento. A comprovação da vacinação é obrigatória e pode ser feita pela internet até 30 de novembro. Essa é a forma mais ágil de validar a imunização, evitando o deslocamento até os escritórios do Idaf.

Os produtores também podem comprovar a vacinação nos escritórios do Instituto até o dia 10 de dezembro.

Reunião do grupo gestor

Nesta terça-feira (27), inclusive, aconteceu a 1ª reunião, no âmbito do Espírito Santo, do grupo gestor do Plano Estratégico 2017-2026 do Programa Nacional de Erradicação e Prevenção da Febre Aftosa.

O objetivo é discutir o processo de retirada da vacinação contra febre aftosa. Atualmente, o Espírito Santo tem o status de livre da doença com vacinação. A previsão é que o procedimento não seja mais obrigatório a partir do segundo semestre de 2021. As zonas livres estão sendo implantadas gradativamente em todo o país, seguindo as diretrizes estabelecidas pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE).

Integram o grupo gestor, representantes do Idaf, da Secretaria Estadual de Agricultura (Seag), da Superintendência Federal de Agricultura (SFA-ES), da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado (Faes), da Assembleia Legislativa (Ales), do Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper), do Conselho Regional de Medicina Veterinária (CRMV-ES), do Sistema OCB-Sescoop/ES, do Sindicato da Indústria do Frio (Sindifrio/ES) e do Fundo Emergencial de Promoção da Saúde Animal (Fepsa-ES). (Fonte: Asscom Idaf)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here