VANTs reduzem 30% do custo no controle de pragas

0
1669
VANT's - Foto: Divulgação

A utilização de VANTs possibilita um favorecimento no combate biológico de pragas

Os veículos autônomos não tripulados (VANTs) são capazes de reduzir em até 30% o custo no controle de pragas nas lavouras. As informações foram publicadas em um artigo produzido pelo Executivo de Inovação do Venturus, Marcelo Abreu e pelo Analista de Desenvolvimento do Venturus, Felipe Silva Neves.

“Com o auxílio de visão computacional embarcadas em VANTs é possível fazer o mapeamento da área de lavoura e identificar organismos nocivos em um curto espaço de tempo. Dessa forma, é permitido realizar a tomada de decisão sobre o método de contenção antes da sua contaminação da lavoura. O método tem sido utilizado com sucesso para controle de lagartas desfolhadoras”, explicam.

De acordo com os especialistas a utilização de VANTs possibilita um favorecimento no combate biológico de pragas, uma vez que o mapeamento de cada organismo na lavoura ocorre em menor tempo. Além disso, consegue mapear áreas e capturar imagens para uma melhor compreensão da lavoura.

“Contém uma câmera térmica, responsável pela captura de imagem da lavoura, que depois é enviada para a unidade de processamento principal do VANT. Essa unidade tem a missão de coordenar os comandos de voo ao VANT enquanto recebe as imagens capturadas pela câmera e efetua uma análise primária das imagens.  O veículo é utilizado como agente de navegação autônoma, assim como para o processamento das imagens obtidas”, diz o texto.

No entanto, os especialistas dizem que ainda existem alguns entraves que estão atrapalhando a popularização da tecnologia. “A regulamentação do espaço aéreo que, mesmo sofrendo avanços, ainda caminha a passos lentos. E já que o progresso é devagar, é importante ter homologação da ANATEL, visto que possuem um grande número de canais de comunicação sem fio”, concluem.  (Fonte: Agrolink)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here